A comunicação já era muito importante para o desenvolvimento da empresa. Porém, com isolamentos sociais, lockdowns e quarentenas, ela passou a ser crucial para a sobrevivência da instituição. 

Se a circulação das pessoas acabou sendo reduzida, de uma maneira ou de outra, como o público irá visualizar, “lembrar”, interagir e até mesmo ter conhecimento sobre o que a empresa oferece? 

Assim, o contato entre empresa e consumidor migrou quase que totalmente para os meios de comunicação. É claro que isso inclui os conhecidos como offline, mas o destaque fica por conta das mídias digitais. 

Dessa maneira, a comunicação digital é a alternativa que apresenta, além de alcance personalizado e alta frequência, um custo-benefício muito interessante. 

 

 

A influência de estar presente nas redes sociais 

 

Conhece o ditado popular “quem não é visto, não é lembrado”?
Pois bem. 

Em julho de 2020, a empresa Kantar, especialista em pesquisas de mercado, divulgou que o uso de redes sociais aumentou em 40% durante a pandemia. 

Então, se a presença dos consumidores nas redes aumentou, a presença das empresas deve acompanhar esse ritmo. 

Mas lembre-se que o público não tem mais interesse em ser apenas “convencido”.
Hoje em dia, os usuários preferem muito mais serem “ensinados”, ouvidos e integrados ao cotidiano da marca. 

Estimular e valorizar o sentimento de pertencimento do cliente a história da empresa, gera um público muito mais engajado e envolvido com a marca. 

Compartilhar conteúdos relacionados aos produtos, serviços e até mesmo às áreas de atuação dos seguidores demonstra que sua empresa se importa com a pessoa que está do outro lado. 

Não se trata mais apenas de produtos ou vendas.
As pessoas merecem um foco especial que faz toda a diferença no relacionamento com a marca. 

 

Quando anunciar produtos nas redes 

 

Tudo na vida tem seu momento, certo? 

Pense em como pode ser desagradável alguém tentando te vender algo diariamente e a toda hora.
Porém, não é nem um pouco prazeroso estar determinado a adquirir um produto e não encontrar nenhuma menção a ele na comunicação da empresa. 

Por isso, é preciso pensar com inteligência a estratégia na hora de marcar presença nas redes. 

Saber quando fazer o marketing do produto e quando interagir com o público faz toda a diferença no marketing digital. Afinal, os usuários estão em níveis diferentes do funil de venda. 

Entender que a viagem pelo funil deve ser respeitada e, principalmente, agradável ao cliente, terá impacto direto no sucesso da estratégia. 

Essa consciência e planejamento proporciona diversos benefícios que vão desde fortalecimento da marca ao direcionamento de uma venda. 

Porém, segundo dados publicados pelo E-Commerce Brasil, as redes sociais atuam melhor no convencimento do que na venda direta. 

Aqui você pode conferir o artigo completo! 

A dica é investir em um site para direcionar seus seguidores para conteúdos mais completos de copywriting em um blog próprio, assim como um espaço para as vendas. 

Já falamos um pouco sobre copywriting http://cafecompernas.com/2021/01/26/copywriting-o-que-e-erros-acertos-e-a-importancia-para-as-vendas/ em um texto compartilhado neste blog e vale a pena dar uma olhada.